Eurovisão: Portugal é o terceiro a atuar na final em que a Ucrânia é a favorita à vitória

Catarina Gouveia/Lusa

Maro leva hoje a bandeira portuguesa ao palco instalado no Pala Alpitour, em Turim, Itália, para defender a canção ‘Saudade, Saudade’ na grande final da 66.ª edição do Festival Eurovisão da Canção. A final tem início às 20h00 e será transmitida em direto na RTP1.

A representante portuguesa será a terceira, entre 25 representantes de 25 países, a subir ao palco nesta edição do evento em que será encontrado um sucessor para os italianos Maneskin, que venceram a Eurovisão em 2021 nos Países Baixos com a canção ‘Zitti e Buoni’.

O país favorito a vencer hoje o concurso, de acordo com a média das casas de apostas, é a Ucrânia, representada pelos Kalush Orchestra com ‘Stefania’. Os três lugares seguintes da tabela têm sido ocupados por Itália, Reino Unido e Suécia. Neste aspeto, por esta altura, Portugal encontra-se em 16.º lugar nas previsões dos apostadores.

Este ano entraram 40 países em competição, mas à final chegam 25, dos quais 20 foram selecionados em duas semifinais, que decorreram na terça-feira e na quinta-feira, também em Turim.

A 66.ª edição do Festival Eurovisão da Canção, que se realiza anualmente na Europa desde 1956, incluía inicialmente 41 países, mas a União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER), que promove o concurso, anunciou em 25 de fevereiro, um dia após a invasão da Ucrânia, que a Rússia iria ficar de fora.

Na primeira semifinal apuraram-se Portugal (“Saudade, Saudade”, Maro), Ucrânia (“Stefania”, Kalush Orchestra), Suíça (“Boys do cry”, Marius Bear), Arménia (“Snap”, Rosa Linn), Islândia (“Með hækkandi sól”, Systur), Lituânia (“Sentimentai”, Monika Liu), Noruega (“Give that wolf a banana”, Subwoolfer), Grécia (“Die together”, Amanda Georgiadi Tenfjord), Moldova (“Trenuletul", Zdob si Zdub & Advahov Brothers) e Países Baixos ("De Diepte", S10).

República Checa (“Ligths Off”, We Are Domi), Azerbaijão (“Fade to Black”, Nadir Rustamli), Polónia (“River”, Ochman), Estónia (“Hope”, Stefan), Austrália (“Not the same”, Sheldon Riley), Suécia (“Hold me closer”, Cornelia Jakobs), Roménia “Llámame”, WRS) e Sérvia (“In corpore sano”, Konstrakta) foram os escolhidos na segunda semifinal.

A estes 20 países juntam-se os chamados ‘Big Five’ (“Cinco Grandes” em português) – França (“Fullen”, Alvan & Ahez), Alemanha (“Rockstars”, Malik Harris), Itália (“Brividi”, Mahmood & Blanco), Espanha (“SloMo”, Chanel) e Reino Unido (“Space Man”, Sam Ryder).

Veja a participação de Portugal na primeira semifinal da Eurovisão: