Madeira recebeu doação que vai contribuir para Museu do Romantismo

O secretário do Turismo e Cultura madeirense disse hoje que a doação de um conjunto de peças, incluindo joias do século XIX, é um contributo para o Museu do Romantismo que o executivo regional pretende criar na freguesia do Monte.

“Além de ser um gesto singular, que reflete uma relação também ela especial com a Região e, em particular, com o Museu Quinta das Cruzes, este é, sem dúvida, um enorme contributo para o nosso projeto de recuperação da Quinta do Monte, onde será instalado o Museu do Romantismo”, disse Eduardo Jesus, na cerimónia de doação que decorreu hoje.

Os objetos foram doados por Susan Gale Bolger Seldon, incluindo um núcleo de joias do século XIX, que pertenceram à 1.ª condessa de Torre Bela, e de aguarela (c.1840), da autoria de Andrew Picken, representando o cônsul inglês James David Webster Gordon montado a cavalo, em passeio nas imediações da sua propriedade, na Quinta do Monte, refere a informação divulgada pelo gabinete do governante insular.

Para Eduardo Jesus, “é um privilégio” o museu “ter a oportunidade de dispor de peças tão singulares, únicas, ricas e cheias de história”, considerando que “a melhor resposta a essa confiança", "é saber preservar, divulgar e salvaguardar a memória e o significado que cada uma destas peças encerra”.

Susan Gale Bolger Seldon já fez várias doações e vincou ser “seguro” deixar estes objetos ao cuidado do Museu Quinta da Cruzes, no Funchal, reconhecendo o “trabalho fantástico” que tem desenvolvido, e prometeu, na sua próxima dslocação à Madeira prevista na época da Páscoa entregar outras peças.

A última doação que fez ao Museu Quinta das Cruzes foi em 2012, tendo entregado uma pintura a óleo sobre tela intitulada “Virgem com o Menino Jesus e Santa Catarina de Alexandria”, com moldura em madeira entalhada e dourada, da escola italiana, datada do final do século XVII, início do século XVIII.

Esta peça era proveniente da Capela de Nossa Senhora da Boa Hora, em Câmara de Lobos, e apresenta no verso da moldura a marcação “Russel M. Gordon”, referente a Russel Manners Gordon (1829-1906), 3.º visconde e 1.º conde da Torre Bela, pelo casamento com D. Filomena Gabriela Correia Brandão Henriques de Noronha, em 1857, bisavô da presente doadora.