Ciclo AndarIlhas chega à Ribeira Brava

O papel da Viscondessa da Ribeira Brava na fundação da delegação da Madeira da Cruzada das Mulheres Portuguesas e a efeméride Dia Internacional da Literacia estarão em foco no Museu Etnográfico da Madeira.

Regressa no próximo dia 22 de setembro a partir das 18 horas o ciclo de conferências AndarIlhas para mais uma sessão de divulgação dos conteúdos do Dicionário Enciclopédico da Madeira, desta vez no Museu Etnográfico da Madeira, na vila da Ribeira Brava.

Com o apoio nesta sessão da Direção Regional da Cultura, as temáticas em debate, como habitualmente, estarão relacionadas com uma efeméride do mês, neste caso fazendo referência ao Dia Internacional da Literacia, assinalado a 8 de Setembro, cuja comunicação com enfoque na história e evolução da Alfabetização na Madeira, estará a cargo do Professor Jorge Moreira, e com um tema referente ao concelho de realização – neste âmbito a Professora e Investigadora Nulita Andrade dará a conhecer uma personalidade da Ribeira Brava que teve grande preponderância no seio da delegação da Madeira da Cruzada das Mulheres Portuguesas. A Viscondessa da Ribeira Brava, D. Joana Isabel Meneses e Macedo, foi a fundadora e principal mentora da ação social desta organização no contexto histórico da Primeira Grande Guerra.

A organização informa ainda que, “como habitualmente, às comunicações seguir-se-á o debate com a participação do público. O acesso é livre”.