Confirmada a morte da atriz Tanya Roberts

Lusa

A atriz norte-americana Tanya Roberts, que contracenou com Roger Moore no filme "007 - Alvo em Movimento", morreu na segunda-feira, num hospital de Los Angeles, vítima de uma infeção, várias horas depois de ter sido erradamente dada como morta.

A informação foi confirmada na terça-feira aos órgãos de comunicação social norte-americanos pelo marido da atriz, Lance O’Brien, que revelou ter sido contactado pelo hospital às 21:30 de segunda-feira.

A morte de Tanya Roberts, aos 65 anos, ficou a dever-se a uma infeção urinária, que se estendeu aos rins e a outros órgãos, degenerando numa septicemia, segundo os media locais.

Contudo, alguns órgãos de comunicação social afirmam que a causa da morte de Tanya Roberts não foi revelada, embora tenha sido excluída a possibilidade de estar relacionada com o novo coronavírus.

O equívoco em torno do seu estado de saúde começou no domingo, quando o agente de Tanya Roberts, Mike Pingel, disse que a atriz tinha morrido nesse dia no Hospital Cedars-Sinai, em Los Angeles, onde estava hospitalizada desde que desmaiara na rua, no dia 24 de dezembro, enquanto passeava os seus cães.

No dia seguinte, Mike Pingel recuou na notícia da morte, esclarecendo que fora contactado de manhã pelo hospital e que, afinal, a atriz ainda estava viva, embora em estado grave.

O representante disse ainda que a primeira informação veiculada, que dava a atriz como morta, lhe fora transmitida no domingo pelo próprio marido de Tanya Roberts.

Outro detalhe que se junta agora a esta história teve também como protagonista Lance O’Brien, que soube que afinal a sua mulher não tinha morrido, na segunda-feira, a meio de um programa informativo da CBS no qual estava a participar. Lance O’Brien terá recebido um telefonema do hospital a meio dessa entrevista.

Em Portugal, Tanya Roberts era conhecida pela série "Que Loucura de Família" ("That's the 70's"), produzida de 1998 a 2004, e por "Os Anjos de Charlie" (1976-1981), de que fez a última temporada.

Além de ter participado como "rapariga Bond" em "007 - Alvo em Movimento", no cinema entrou também em "Fantasias Íntimas" (1994), de John Travers, "Quase Grávida" (1992), de Michael DeLuise, "Sem Pecado" (1991), de Fred Olen Ray, "Um Delírio de Mulher" (1990) e "Sheena, a Rainha da Selva" (1984), de Jag Mundhra.

Era ainda um rosto que aparecia regularmente em séries como "Barco do Amor", "A Lei de Burke" e "A Ilha da Fantasia".

Nascida Victoria Leigh Blum, em Nova Iorque, em 1955, trabalhou como modelo e em publicidade, antes de entrar na carreira de atriz, inicialmente no pequeno ecrã, em várias séries.

A carreira de Tanya Roberts teve grande projeção quando foi convidada para contracenar com Roger Moore, num filme em que este ator passaria depois o testemunho do agente secreto britânico a Timothy Dalton.

Em "007 - Alvo em Movimento" também entraram Christopher Walken e a cantora Grace Jones.