Conservatório inicia as comemorações dos seus 75 anos na próxima quinta-feira

O Conservatório – Escola Profissional da Madeira, Eng.º Luiz Peter Clode, comemora 75 anos em 2021. Estas comemorações, alargadas a todos os municípios da Região Autónoma da Madeira, decorrerão entre 29 de outubro de 2020 – data em que será apresentado oficialmente o programa de atividades – e 29 de outubro de 2021.

O primeiro dia das comemorações inicia-se pelas 10h00 com um debate, em direto na TSF-Madeira (100FM), alusivo ao tema “Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira – Passado e futuro”, que contará com a presença de Carlos Gonçalves (CEPAM), Rui Rodrigues (CEPAM), Natalina Santos (DRE/DSEA) e Carina Freitas (SESARAM). Pelas 15h00, um conjunto de alunos atuará na redação do Diário de Notícias da Madeira. Este momento contará com um aluno de braguinha, Afonso Silva, acompanhado pelo seu professor, Roberto Moritz, e de dois alunos de flauta transversal, Maria Inês Silva e Helena Isabel Silva.

A apresentação oficial do programa, agendada para as 17h00 nos Jardins da Sede do Conservatório, contará com a presença do secretário regional de Educação, Ciência e Tecnologia, Jorge Carvalho. Participarão nesta sessão alunos de jazz, a Orquestra de Sopros e as Ninfas do Atlântico. De seguida, pelas 17h30, será inaugurada a exposição "Luiz Peter Clode: o fundador que dá nome ao Conservatório", na Cafetaria do Conservatório.

O plano das comemorações está organizado em cinco eixos que procuram "mostrar que existem várias maneiras de comemorar este evento e deseja-se que todas as atividades permitam criar boas experiências para os atuais e antigos alunos, professores e colaboradores", refere o Conservatório em comunicado. "Ao longo das comemorações será mostrada toda a dinâmica e vida da instituição num conjunto de espetáculos inovadores e de excelência, que vinquem bem a presença da instituição na comunidade, bem como um plano editorial que dignifique um aniversário tão relevante como são os 75 anos. Haverá, também, momentos para pensar o futuro num conjunto de conferências, mesas redondas, debates e um congresso, em parceria com instituições de referência e personalidades madeirenses. Estas são umas celebrações que pretendem mostrar que o Conservatório não é uma instituição fechada em si mesma, mas antes uma organização enérgica e aberta ao seu meio envolvente", acrescenta a mesma nota.

Todas estas atividades surgem, também, da integração do Conservatório no Plano Nacional das Artes (PNA), no atual ano letivo.