Miguel Silva Gouveia destaca criatividade do Festival Cultural Fractal

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, apresentou, na tarde de hoje, no Teatro Municipal Baltazar Dias, a edição 2020 do Fractal Funchal Fest, que se irá realizar entre os dias 23 e 30 de outubro em diversos espaços públicos da cidade. Na ocasião estiveram presentes Carolina Caldeira e Vicente Spínola, responsáveis pelo projeto, e Fátima Spínola, uma das artistas plásticas convidadas.

Miguel Silva Gouveia começou por elogiar “um projeto que olha para o espaço público do Funchal e para a nossa cidade como um equipamento cultural. Sabemos que não há ninguém melhor que os agentes culturais para terem essa criatividade de conseguirem usar o espaço público como meio de difusão cultural nas mais diferentes manifestações artistas como é caso do cinema, das instalações e da música”.

“Estão aqui reunidas todas as condições para fazermos do Funchal um espaço cultural por excelência. A aposta da Câmara Municipal do Funchal neste evento, como em outros que aconteceram recentemente, como é o caso do MARIOFA, procura sempre que seja favorecida a envolvência com a comunidade, oferecendo um espaço privilegiado de experiências e de usufruto para todos os que aqui vivem e por quem visita a cidade do Funchal”, acrescentou.

O autarca lembrou que o facto de estarmos a viver em contexto pandémico e num momento onde “a incerteza inunda todos os contextos da sociedade, não existe melhor forma conhecermos a realidade dos nossas tempos do que pelos olhos e pelas criações dos nossos artistas. E aquilo que for a realidade atual desta pandemia será contada por aquilo que arte nos deixará como legado no futuro. O que acontece no Fractal e o que as pessoas serão levadas a sentir, será o que vai ficar do ponto de vista emocional dos momentos que estamos a viver”.

Miguel Silva Gouveia, terminou, referindo que todo o investimento que o Funchal está a fazer no sector cultural ao longo dos últimos anos irá agora traduzir-se na candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027, “tudo o que fazemos nesta cidade dá solidez à nossa candidatura. O talento que temos aqui no Funchal e na Madeira, e que conseguimos demonstrar através da organização de diversos eventos, merece mais e acreditamos que a sucessão natural é que esse talento seja também reconhecido num palco europeu”.

O Fractal Funchal Fest, para além das sessões de cinema e de música, terá diversas instalações espalhadas um pouco por toda a cidade, desde o Parque de Santa Catarina, Estacionamento do Edifício 2000, Rua 31 de Janeiro, Rua do Quebra-Costas, Largo do Corpo Santo, Rua do Esmeraldo, Rua do Sabão e Pátio da Igreja Anglicana.