Graça Fonseca lamenta morte de homem que “ajudou a definir a cultura”

Redação/Lusa

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, lamentou hoje a morte do bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, aos 81 anos, que classificou como um homem “que ajudou a definir a cultura em Portugal”.

“A ministra da Cultura, Graça Fonseca, lamenta a morte do bailarino, professor e diretor artístico Jorge Salavisa, nome maior da dança contemporânea, tanto nacional como internacionalmente, e um homem que ajudou a definir a cultura em Portugal”, pode ler-se numa mensagem publicada na rede social Twitter pelo Ministério da Cultura.

Também o presidente da Assembleia da República afirmou hoje ter recebido "com muita tristeza" a notícia da morte do bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, considerando que é "consensualmente o nome mais importante da dança em Portugal".

"Recebo, com muita tristeza, a notícia do falecimento de Jorge Salavisa, aos 81 anos. Bailarino, coreógrafo, diretor, Jorge Salavisa foi (e será), consensualmente, o nome mais importante da dança em Portugal e uma das figuras maiores do bailado mundial", escreveu Ferro Rodrigues, numa mensagem enviada à agência Lusa.