Galeria Marca de Água revela principais iniciativas da nova temporada

A Galeria Marca de Água, situada na Rua da Carreira 119, retoma a programação, revelando as principais iniciativas da temporada 2020/2021, que se inicia neste último quadrimestre do ano, com uma programação dedicada à mulher.

Duas exposições coletivas 'Vizinhas com super poderes' e 'Diálogos cruzados no feminino' são os títulos das exposições que inauguram a 15 de outubro e 19 de novembro, respetivamente, reunindo mais de três dezenas de destacados artistas nacionais e internacionais. Serão realizadas outras atividades no âmbito da programação dos serviços educativos, nomeadamente, visitas orientadas, oficinas de expressão plástica, parcerias e a entrega de prémios do concurso que está a decorrer.

Conheça as próximas iniciativas da galeria, divulgadas através de uma nota enviada à redação:

Jornadas Europeias do Património
A Marca de Água integra pelo terceiro ano consecutivo a programação oficial das Jornadas Europeias do Património, contemplando visitas orientadas à exposição “Momentos” de Fernando Ricardo e oficinas de expressão plástica. No próximo dia 25 de setembro das 14.30 as 16.30h a Galeria Marca de Água irá acolher uma oficina de expressão plástica, dirigida a utentes do Espaço Sénior das Cruzes, tutela da SocioHabita FunchaL e uma visita orientada dirigida a alunos do Instituto Superior de Administração e Línguas, no âmbito do “Cultural Tour” organizado pelo ISAL, entidade parceira da Marca de Água. As atividades são coordenadas pelo docente Diogo Goes, também curador da galeria.

As Jornadas Europeias do Património são uma iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia envolvendo mais de 50 países, no âmbito da sensibilização dos povos europeus para a importância da salvaguarda do património cultural, promovendo o livre acesso aos bens culturais e a participação cívica. A Direção Geral do Património Cultural, do Ministério da Cultura, entidade coordenadora nacional desta celebração convida as entidades públicas, privadas, coletivas ou individuais a aderirem organizando iniciativas nos dias definidos cada ano.


Coletiva “Vizinhas com Super Poderes”
No próximo dia 15 de outubro pelas 18h30, inaugura na Marca de Água, uma exposição em parceria com a Câmara Municipal do Funchal, alusiva ao livro “Vizinhas com Super Poderes”, sobre mulheres madeirenses. A iniciativa é coordenada pelas investigadoras e professoras universitárias Luísa Antunes Paolinelli e Cristina Trindade. A iniciativa integra a Semana Municipal da Igualdade. “Vizinhas com Super poderes” é o título do livro que dá nome à exposição coletiva e que será apresentado na Marca de Água. A exposição de ilustração alude ao livro que dá nome à mostra e é publicado pelas Edições Esgotadas, conta com o apoio da Câmara Municipal do Funchal, do Instituto Padre Manuel Antunes, da Adegi, da Clepul e da Universidade da Madeira. Livro e exposição, documentam e ilustram, o percurso de “heroínas de ontem e de hoje”, naquele que será uma iniciativa de especial relevo dedicada às crianças.

O livro e exposição reunem textos de seis autores, que escrevem a respeito de trinta e oito figuras femininas ligadas ao Arquipélago da Madeira, mas reconhecidas mundialmente. O trabalho é enriquecido com ilustrações assinadas por dezanove artistas plásticos. Esta é uma obra que traz ao público, mulheres que se destacaram e destacam no seio da insularidade madeirense e se internacionalizaram. A obra reúne textos de seis investigadores, Cristina Trindade, Luísa Paolinelli, Laureano Ascensão de Macedo, Thierry Santos, Paulo Santos Perneta e Mário Fortes. A publicação conta ainda com ilustrações de destacados artistas plásticos, nomeadamente Carla Cabral, Cristina Perneta, Dina Pimenta, Diogo Goes, Gonçalo Ferreira de Gouveia, Luísa Spínola, Violante Saramago Matos, entre outros. Das mulheres que servem de mote para a realização de histórias e ilustrações, de destacar as contemporâneas, Ana Teresa Pereira, Fátima Lopes, Guida Vieira, Helena Maria Pestana, Lourdes de Castro, Mary Jane Wilson, Manuela Aranha, Maria Aurora, Martha Telles, Nini Andrade Silva, entre outras autoras e criativas. A mostra ficará patente até 12 de novembro.

Coletiva “Diálogos cruzados no feminino”
A exposição reunirá cerca de uma dezena de mulheres artistas madeirenses em diálogos com obras de pintura de grandes formatos de autores nacionais e internacionais consagrados, nomeadamente Sonia Delaunay, Júlio Resende, Costa Pinheiro e Mário Bismarck e Fernando Ricardo. De destacar a obra inédita de Sonia Delaunay que estará em destaque na exposição. A exposição tem por mote a interpretação e mediação dos universos no feminino, numa dimensão histórica e social, desconstruindo narrativas historiográficas, estabelecendo relações com obras de mulheres artistas, Dina Pimenta, Filipa Venâncio, Guareta Coromoto, Lina Pestana, Luísa Spínola, Sara Santos, Rita de Andrade, Teresa Gonçalves Lobo, e Teresa Jardim. “Diálogos cruzados no feminino” reúne pintura, desenho, instalação e fotografia. Inaugura a 19 de novembro, pelas 18h30 e ficará patente até 18 de fevereiro.

Concurso Nacional de Desenho
A Galeria Marca de Água lançou no passado mês de março, um concurso nacional de desenho intitulado “Desenhar a História, a partir das fotografias de Fernando Ricardo”. A Câmara Municipal do Funchal junta-se uma vez mais à Galeria Marca de Água, numa iniciativa agora para promover a interação dos públicos infanto-juvenis, junto da arte contemporânea, nomeadamente com recurso ao desenho e às novas tecnologias digitais. O objeto do concurso é a interpretação através de desenho, das obras fotográficas que integram a exposição “Momentos” da autoria do fotojornalista Fernando Ricardo, atualmente patente na galeria. Este o concurso de desenho, que decorre até 5 de novembro, é dirigido aos alunos do 1º, 2º, ºo ciclo e secundário de todo o território nacional, estando o regulamento disponível online nas redes sociais da galeria.

O painel de jurados deste concurso,é constituído por cinco elementos, a saber: a Vereadora Madalena Nunes, com o Pelouro da Cultura, em representação da CMF; Vasco Fraga e Raquel Fraga, em representação da Galeria Marca de Água; o fotojornalista Fernando Ricardo, autor das obras em apreço e Diogo Goes, professor do ensino superior. A CMF ao associar-se a este concurso de desenho, enquanto entidade parceira, disponibiliza um conjunto de prémio aos alunos vencedores. A 12 de novembro serão revelados os vencedores e pelas 18h00 decorrerá a entrega de prémios nas instalações da galeria.

Os artistas que irão expor individualmente no próximo ano serão revelados brevemente. A galeria tem direção artística a cargo da historiadora de arte, Raquel Fraga e a curadoria a cargo de Diogo Goes.