A noite de São Silvestre e o número simbólico 12

Há poucos dias, em 31 de Dezembro de 2017, foi celebrado o “Fim do Ano”, chamado a “Noite de São Silvestre”. Mas porque se chama o Dia de São Silvestre?

São Silvestre nasceu em Roma no ano 285. Foi contemporâneo do Imperador Constantino. No ano 313 através do Edito de Milão o Imperador Constantino celebrou a paz com a igreja cristã e com os outros cultos religiosos.

No ano 314 por voto unânime do povo e do clero, Silvestre foi proposto para ocupar a cátedra de São Pedro, como sucessor do Papa Melquíades.

O Papa Silvestre, através do Concílio de Arles, condenou a heresia dos Donatistas.

Através do Concílio de Niceia, ao qual compareceram 317 bispos, condenou a heresia do Arianismo. Neste Concílio o Papa Silvestre não pôde estar presente, por motivos de doença, tendo enviado dois sacerdotes delegados. As resoluções do Concílio foram assinadas pelo Papa Silvestre em Roma. Esta cerimónia foi assinada diante da imagem de Nossa Senhora da Alegria, cujo altar, em sinal de gratidão a Maria Santíssima, o Papa mandara erigir logo que as perseguições contra os cristãos tinham chegado ao fim.

Durante o seu Pontificado, o Papa Silvestre governou a Igreja de Deus, dando sobejas provas de prudência e sabedoria, glorificando-a com as virtudes de uma vida santa e apostólica. Morreu no dia 31 de Dezembro de 355, com 70 anos de idade. A Igreja designou este dia para a festa litúrgica de São Silvestre. Foi 33º. Papa da Igreja.

Para preparar com antecedência a celebração da noite de São Silvestre (Fim do Ano 2018), tendo em atenção ser essa noite a entrada do ano 2019 - data que assinala os 600 anos da descoberta da Madeira, apresento algumas sugestões que podem ser usadas pelas entidades governativas, militares e religiosas da Madeira, todas relacionadas com o número simbólico (12).

1. O ano tem 12 meses e o dia tem 24 horas(12+12).

2. A inauguração das iluminações de Natal seria às 12 horas do dia 01 de Dezembro.

3. A corrida de”São Silvestre” seria à 12H00 do dia 31 de Dezembro – Dia Litúrgico de São Silvestre. Teria mais sentido ser neste dia.

4. A celebração religiosa “Te Deum” na Sé Catedral no dia 31 de Dezembro, seria às 6 da tarde( 6 é metade de 12).

5 O fogo de artifício é lançado às 24H00 (12+12) do dia 31 de Dezembro.

6. A duração do fogo de artifício seria de 12 minutos (este ano foi 8 minutos).

7. Os locais de lançamento das peças de fogo seriam 36 ((3x12) –Este ano foram 39.

8. Nas igrejas da Ilha da Madeira, aos 12 minutos antes da Meia Noite iniciava-se o toque de 12 badaladas (1 em cada minuto) até à Meia Noite.

9. Os militares, 12 minutos antes da Meia Noite lançavam 12 peças de artilharia ( 1 em cada minuto) até à Meia Noite. Sabemos que uma salva, composta de 21 tiros, é dada para homenagear os mortos. Ora, o número 21 está relacionado com a morte. Mas, o contrário da morte é a vida. Também o contrário do número 21 é o número 12, que representa a vida. O ano tem 12 meses, que se vai renovando anualmente.

10.Os barcos que estivessem na Baía do Funchal, aos 12 minutos antes da Meia Noite iniciavam uma série de 12 apitos (1 em cada minuto).

11. As pessoas que estivessem a ver fogo da Meia Noite ofereciam 12 passas (cada uma oferecia 12 passas e recebia da outra pessoa 12 passas – era uma troca de amizade e fraternidade).

12. A Ilha da Madeira em 2019 comemora 600 anos da sua descoberta por Tristão Vaz Teixeira e João Gonçalves Zarco. Sucede que o número 600 a dividir por 12 resulta no número 50. O número 50 tem o significado de celebração das bodas de ouro.

Portanto, a Madeira celebrará pela 1ª. vez , 12 séries de 50 anos da sua história.

A concretização destas iniciativas motivaria muitos madeirenses a celebrar o “São Silvestre”com maior satisfação, e muitos turistas, depois de conhecer este programa, viriam celebrar a passagem do Ano nesta bela Ilha – a Pérola do Atlântico.

Esta proposta é apenas uma sugestão de um cidadão que quer contribuir para a valorização da cidadania, apresentada às entidades civis, militares e religiosas da Madeira, para que o Dia e a Noite do Dia Litúrgico em honra do Papa S. Silvestre, sejam verdadeiramente assinalados neste ano 2018.