Calheta Viva e em desenvolvimento

Estamos em início de ano. Acabaram-se as festas. O trabalho continua. Com a aprovação dos orçamentos regional e municipal para este ano económico, estamos em condições de afirmar que a Calheta continuará a perseguir o caminho do desenvolvimento sustentado e do investimento, que cria qualidade de vida para os que aqui vivem e para quem nos visita.

O Governo Regional continua focado em honrar os compromissos assumidos com a Calheta. Por via do ORAM22 serão mais de 26 milhões euros investidos diretamente em infraestruturas e diferentes respostas sociais, que garantem a circulação e segurança pública, a melhoria do acesso à saúde, a qualidade na educação, a diversificação da oferta turística e as respostas sociais às necessidades diagnosticadas. Este é um orçamento amigo da nossa terra, atento às nossas necessidades e que promove o investimento enquanto fator de desenvolvimento. As principais obras em curso estão financeiramente asseguradas e outras obras irão para o terreno. O Centro de Saúde do Arco da Calheta ficará concluído este ano; a consolidação da escarpa sobranceira ao Estreito da Calheta e o túnel de acesso ao Jardim do Mar ficarão praticamente prontos; outras obras de beneficiação do parque escolar concelhio serão realizadas; a diversificação da oferta turística através da rede de veredas e percursos recomendados do Rabaçal, com criação do centro de informação e interpretação junto à casa do Rabaçal, fica completa, engrandecendo-se aquele que é um dos nossos maiores spots naturais com forte expressão turística. O assunto campo de golf da Ponta do Pargo continuará a ser trabalhado, de modo a que se encontrem as parcerias necessárias para que aquele projeto se concretize. Entre outras respostas que iremos materializando e concretizando, e que aqui não tenho espaço para explanar.

Ao nível municipal, registamos que o orçamento da Câmara para este ano ascende aos quase 20 milhões. Um dos maiores orçamentos de sempre da Câmara da Calheta, se não o maior, que resulta de parcerias de investimento, através de fundos comunitários, e da contração de um empréstimo para investir em obra pública reivindicada pelas populações. Também por aqui se afere a orientação assumida no capítulo do investimento, que programa obras e intervenções em todas as freguesias do concelho, mantendo as respostas sociais, educativas, culturais e desportivas a que já nos habituamos e que tanto dignificam e contribuem para a melhoria da qualidade de vida coletiva. No capítulo municipal podem também os calhetenses estarem confiantes que vários projetos serão lançados, em diferentes freguesias, conforme o compromisso eleitoral que democraticamente escolheram.

Estão assim criadas as condições políticas e financeiras para mantermos o rumo do progresso. Não é por acaso que a Calheta é dos concelhos mais procurados pelos Vistos Gold e onde o preço por metro quadro das casas é dos mais elevados da RAM.

Sabemos de onde viemos e sabemos para onde vamos! A coordenação e estabilidade política entre Governo e Câmara são uma realidade e, juntos, continuaremos a lutar para que a Calheta se mantenha na senda do desenvolvimento e do progresso físico e social. Diariamente pugnamos pelo melhor para a nossa terra! Assim continuaremos, Câmara e Governo, dando esperança social coletiva e promovendo uma Calheta Viva e em desenvolvimento!

Saúde e Bom Ano para todas/os!