Um Portugal desgraçado!...

Nos últimos meses verificou-se uma escalada na coincidência da má formação da Opinião Pública em Portugal, cujas razões estão sobejamente estudadas e comprovadas, coincidência com uma Propaganda político-partidária cada vez mais sem vergonha por parte da dolosamente autodenominada de "esquerda"(!...).
É evidente os Portugueses se sentirem afundar em problemas gravíssimos. Mas as televisões nacionais fazem cantatas roucas e loucas à má governação de Costa!
Todos os dias debitam "maravilhas" que nada têm a ver com a também noticiada onda generalizada do descontentamento grevista com uma dimensão que não se via desde o "período revolucionário".
Será porque os comunistas do PCP e do "bloco" integram a área de poder na governação da República, que se morre com greves na saúde? Que os contribuintes pagam diariamente milhões como consequência das frequentes greves nos Transportes? Que a Segurança Nacional está posta em causa?
A bloquista "boneca má dos filmes de terror" aparece mais de uma vez em todos os noticiários televisivos nacionais, a dizer asneiras e a semear ódios.
Até tem mais tempo de antena do que o Primeiro-Ministro!...
Os outros líderes nacionais "aparecem por favor"!...
Diz-se que a razão está no facto de muitos militantes - e praticantes - das chamadas "causas fracturantes" serem da "informação".
E ainda há a "lata" de apregoar que não há censura em Portugal!...
Eu próprio sei o que me fazem.
Mas, no meu caso, a "vingançazinha" medíocre e saloia, sobretudo desonesta, vem desde o tempo de Adão e Eva. Por causa das minhas denúncias públicas de alguma comunicação "social".
É necessário, nos dias que correm, ter tudo isto presente. Pois, em Portugal, salvo honrosas excepções, um Jornalista a sério não está profissionalmente seguro, caso o corporativismo do que eles chamam "a classe" entenda que tal Pessoa não obedece à censura e aos ódios estabelecidos e impostos por aquilo que os ditos corporativos chamam de "critérios (!...) redactoriais".
E, muito grave, é apenas poucos políticos ou outros não terem medo destas máquinas de propaganda montadas. Ficam acovardados no "politicamente correcto" de deixar a "opinião publicada" substituir a governação democrática.
Ora, reparem em mais esta.
De há anos para cá, tal propaganda que denuncio e desafio - não em "pega de caras", pois os referidos exóticos das "causas fracturantes" também nos querem proibir de ver touradas (a não ser as deles), tal como querem obrigar a outras coisas que Deus nos livre... - essa propaganda, a toda a hora e em todos os noticiários, fala de "direita" e de "esquerda".
O Centro já foi mandado para a Sibéria ou para qualquer campo de extermínio, métodos dos fascismos nazis e comunistas.
E quem seria a tal "esquerda"? Nem mais, nem menos, do que os comunistas do PCP, do "bloco de esquerda" e, por cá, da JPP! Os coitados da "esquerda caviar" socialista também acoplados a tão distinta "família", uma injustiça para com este socialismo do "teu dinheiro também é meu, mas o meu dinheiro já não é teu"!
Reparem. A "esquerda", propagandeada todos os dias como tal, seriam os fascistas totalitários, mais aqueles que não querem mudar seja o que fôr no sistema político e que são contra as Autonomias Políticas insulares! Uma "esquerda" que tecnicamente quer manter a pobreza! Afinal uma "esquerda" feita de conservadorismo.
E quem seriam os tais terríveis conservadores? Nem mais, nem menos, do que o PSD e o CDS. Os que lá conseguiram ir mudando alguma coisa em Portugal desde o 25 de Abril, os que pretendem a reforma do Estado, uma mudança no sistema político!
Oh analfabetos vigaristas, então isto é que é a "direita"?!...
Mais.
Será que a conquista da Autonomia Política pelo Povo Madeirense, bem como as profundas transformações sociais, económicas, culturais e sobretudo civilizacionais que se deram na nossa terra, são de "direita"?!...
Serão de "esquerda" aqueles que se opuseram a estas transformações?!...
Tenham vergonha!...
O Povo que repudie os que nos querem tomar por tontos e lhes esfregue as respectivas asneiras nas fúcias!
E agora, perante este quadro, o Leitor descortina o absurdo que vai na cabeça baralhada de muitos portugueses.
Estão insatisfeitos com quase tudo. Aliás, vê-se!
Mas, depois, intoxicados pela propaganda, com medo da tal falsa "direita" que todos os dias lhes apresentam como o "bicho-papão", votam outra vez no "socialismo" caviar e nos vários fascismos comunistas!
Um Portugal desgraçado.