Programa Eco-Escolas na UMa

No final do ano letivo 2017/2018 a Universidade da Madeira desafiou a comunidade académica a apresentar projetos ao Novo Verde - Packaging Universities Award – prémio de prevenção e sensibilização para estimular comportamentos ambientais.
Uma equipa de 5 alunos do Curso de Especialização Tecnológica em Guias da Natureza Guias, liderada pelo Prof. Hélder Spínola – docente de Educação Ambiental, com o Projeto Reciclar + UMa, foi a grande vencedora da Região Autónoma da Madeira. No início deste ano letivo que agora termina, o prémio de 7500 começou a ser convertido em equipamentos e recursos que visam a implementação das soluções ambientais que foram propostas na candidatura. Este projeto foca-se na promoção da separação dos resíduos na UMa, e posterior reciclagem bem como o incentivo à redução da produção.
“Diminuir a pegada ecológica da UMa, através da criação de um contexto exemplar para uma boa gestão dos resíduos, bem como constituir num verdadeiro espaço educativo promotor de literacia ambiental”, são os grandes objetivos deste projeto.
Neste momento já podemos ver nossa Instituição, entre outras coisas, mini ecopontos em cada uma das salas da UMa. Em paralelo, está a ser desenvolvido um programa de educação ambiental inovador, envolvendo toda a comunidade académica, almejando a promoção da literacia ambiental para a redução, reutilização e reciclagem dos resíduos da Universidade da Madeira. A Associação Académica abraçou a iniciativa e tem tido um importante papel na consecução do mesmo.
Decorrente desta iniciativa percebemos que podíamos ir mais além e no primeiro semestre do ano letivo 2018/2019, através do Politécnico da UMa, aderimos ao programa Eco-Escolas. À gestão dos resíduos acrescentamos, outros objetivos, relacionados com o uso da água, consumo de energia e proteção florestal.
O Eco-Escolas é um “programa educativo internacional promovido pela Fundação para a Educação Ambiental”, em Portugal liderado pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE). O seu propósito é promover a literacia ambiental. Submetemos o nosso trabalho, no âmbito do Eco-Escolas à avaliação da ABAE, para que se merecido, nos possa ser atribuído o Galardão Bandeira Verde.
O propósito de qualquer instituição de educação e formação deve ser contribuir para a formação integral das pessoas que forma. Neste sentido, a Universidade da Madeira, tem plasmado no seu projeto educativo, para além do desenvolvimento das competências científicas e técnicas nos seus alunos, as competências de cidadania. Isto envolve, entre muitas outras vertentes, desenvolver a literacia ambiental. Educar implica envolver as pessoas em práticas que lhes permitam atribuir significado, através de vivências significativas, àquilo que sabem teoricamente. O nosso processo de transformação, e consequentemente transformação da nossa comunidade, começa quando nos envolvemos e comprometemos com causas que a todos nós afetam e que dependem da atitude de cada um de nós.
Está nas mãos de cada um de nós contribuir para que a nossa universidade tenha um desempenho mais sustentável!