Era uma vez...o 37.º Festival da Canção Infantil

Este festival

já há muitos

anos que

é acarinhado

pelo público madeirense.

Esta história de encantar teve início no ano de 1982, quando Manuela Aranha idealizou e criou o Festival da Canção Infantil da Madeira que, até hoje, se tornou no festival da canção infantil mais antigo do país, em continuidade, sendo esta a 37ª edição ininterrupta.

O festival possibilitou, até hoje, que 509 crianças da região fossem solistas e dessem voz às canções de inúmeros autores de letras e músicas. A partir de 1990, esta aventura foi abraçada pela Direção de Serviços de Educação Artística e Multimédia (DSEAM), na altura apelidado de Gabinete de Apoio à Expressão Musical e Dramática assumindo, a cada edição, temas do imaginário infantil.

O tema desta edição será ‘o livro’, que marcará não só o cenário e imagem do festival como também os dois medley que serão apresentados durante o espetáculo: o de entrada, interpretado pelo Coro Infantil da DSEAM, recuperando várias canções que participaram em festivais anteriores, algumas delas com mais de 20 anos, dentro desta temática; e outro, inovador, interpretado ao vivo por cordofones madeirenses e o Coro Juvenil da DSEAM, onde várias canções da Disney terão novos arranjos e abordagens ao som da braguinha, do rajão e da viola d’arame.

A canção vencedora, além de receber o troféu “Folhas de Prata”, estará presente na “Gala Internacional dos Pequenos Cantores” da Figueira da Foz, no mês de julho.

Este festival já há muitos anos que é acarinhado pelo público madeirense, algo também acompanhado por parceiros institucionais e privados que possibilitam um aumento na qualidade e projeção deste evento, onde se destaca a Co-Produção da RTP com a transmissão deste festival em diferido na RTP1, RTP Madeira e RTP Internacional.

As personagens principais desta narrativa cheia de magia são as crianças, solistas e elementos do coro infantil, que se desdobram em inúmeros ensaios, desde o mês de janeiro, dirigidos pela professora e maestrina Zélia Gomes, com o apoio e acompanhamento dos seus pais e os autores das canções para que o final seja feliz e deslumbrante.

Como qualquer história esta também tem um final que será já no próximo dia 7 de abril, pelas 16:00, no auditório do Centro de Congressos da Madeira. Juntem-se a nós nesta aventura… JM