EasyJet inicia hoje 51 rotas a partir de Portugal

A EasyJet começa a voar para 51 das suas 64 rotas dos 4 principais aeroportos de Portugal – Lisboa, Porto, Faro e Funchal – a partir de hoje, 1 de julho. A retoma da operação faz com que 2/3 da tripulação easyJet (pilotos e pessoal de cabine) volte também a voar.

França, Reino Unido, Suíça, Alemanha, Luxemburgo e Itália serão os destinos para onde a EasyJet irá voar a partir de Portugal. Servindo Portugal de norte a sul por igual, a EasyJet reforça ainda mais a sua posição como companhia verdadeiramente nacional.

Haverá menos frequências de voos em oferta, no entanto, a EasyJet prevê que voará cerca de 80% e 92% das rotas que servem Portugal nos meses de verão.

A EasyJet globalmente planeia voar 50% das suas 1022 rotas em julho e 75% em agosto, embora com uma frequência mais baixa de voos equivalente a cerca de 30% da capacidade normal de julho a setembro.

José Lopes, diretor geral da easyJet Portugal, afirma que "Hoje recuperamos 80% das nossas rotas e trazemos para junto dos nossos passageiros 2/3 da nossa tripulação. Não podíamos estar mais satisfeitos pois vamos viajar para a maior parte das nossas rotas pela Europa, o que significa que os clientes ainda podem chegar ao destino escolhido para as férias de verão deste ano”.

Acrescenta ainda que a companhia irá “ter rotas disponíveis nos 4 aeroportos portugueses para garantirmos que nestes tempos difíceis vamos continua a dar Portugal a conhecer ao mundo e a permitir aos Portugueses voarem em segurança e a preços acessíveis. Este arranque será feito ainda num cenário de incerteza e por isso com menos frequências do que o habitual, apenas 30% da oferta normal. Continuaremos a monitorizar a evolução da procura e das restrições nos diversos mercados para irmos ajustando gradualmente a nossa oferta."

A easyJet iniciou os voos a partir de 15 de junho e implementou uma série de medidas elaboradas em conjunto com as autoridades de aviação, a EASA e a ICAO e a nível nacional para ajudar a garantir a segurança e co bem-estar dos passageiros e da tripulação.

Estas medidas incluem também a limpeza e desinfeção aprimoradas dos aviões e a exigência de que os passageiros e a tripulação devem usar máscaras. Os clientes poderão praticar o distanciamento social nos aeroportos, nos portões e durante o embarque. A bordo, e sempre que possível, a tripulação convidará os passageiros a distanciarem-se dos clientes que não pertencem ao mesmo grupo quando há lugares disponíveis.