Marcelo Rebelo de Sousa admite prolongar estado de emergência até 1 de maio

O Presidente da República está a falar ao país e admite prolongar o estado de emergência até dia 1 de maio.

"Está formada a minha convicção (...) quanto à renovação do estado de emergência até ao dia 01 de maio, pelas 24 horas", afirmou a partir do Palácio de Belém, em Lisboa.

“Não podemos brincar em serviço”, disse salientando que este é um momento decisivo e que os portugueses não podem baixar a guarda.

Por isso, sublinha que este período da Páscoa é importante “se queremos abrir perspetivas relativamente a maio”, nomeadamente em questões escolares, económicas e sociais. “Temos de garantir que até o final de abril, aconteça uma evolução que se traduza no decréscimo em números absolutos”.