Covid-19: Lar de idosos de Foz Côa com 10 funcionários infetados após morte de utente

O Lar de Idosos da Misericórdia de Foz Côa, que registou da morte de um utente de 99 anos por covid-19, realizou testes a 45 funcionários e 62 utentes, tendo-se confirmado hoje 10 casos positivos, indicou hoje o provedor.

"Fizemos testes a todos os 42 funcionários do lar. Destes, uma dezena está infestada e dois casos foram inconclusivos. No que respeita aos utentes, ainda não dispomos dos resultados, que poderão ser conhecidos nas próximas horas", explicou a Lusa o provedor da Misericórdia de Vila Nova de Foz Côa, António Morgado.

Segundo o provedor, os funcionários que acusaram positivo para covid-19 fora mandados para casa em regime de quarentena.

Esta instituição registou a morte de um homem de 99 anos e outro idoso, com 92 anos, encontra-se internado no Hospital da Guarda.

O Lar de Idosos da Misericórdia de Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda, encontra-se em regime de isolamento.

O primeiro foco de infeção foi registado na quarta-feira.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, obrigando as populações a limitar as deslocações a razões imponderáveis.

Segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se no país 100 mortes, mais 24 do que na véspera (+31,5%), e registaram-se 5.170 casos de infeções confirmadas, mais 902 casos em relação a sexta-feira (+21,1).

Dos infetados, 418 estão internados, 89 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 600 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 28.000.