INEM confirma que Amaral Dias esteve quase uma hora retido em ambulância avariada

O relatório do INEM em relação ao caso da morte de Carlos Amaral Dias, dá conta de que o psicanalista ficou retiro cerca de uma hora dentro de uma ambulância avariada, sem que os elementos dos Bombeiros Voluntários de Beato e Penha de França tenham comunicado a situação às entidades competentes.

A notícia foi avançada pelo JN que informou que o Conselho Diretivo do INEM instaurou dois processos de contraordenação à referida Corporação de Bombeiros.

As conclusões já seguiram para o Ministério Público.