Suspeito de agredir a ex-mulher e filho desta em Paredes fica em prisão preventiva

Um homem de 41 anos ficou em prisão preventiva – medida de coação mais gravosa – por suspeitas de agredir física e psicologicamente a ex-companheira e o filho desta, em Paredes, distrito do Porto, anunciou hoje a GNR.

Em comunicado, a GNR do Porto adiantou que o suspeito, de 33 anos, foi detido pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel em 31 de dezembro, tendo depois sido presente a tribunal em 02 de janeiro, dia em que lhe foi aplicada a medida de coação privativa da liberdade.

No âmbito da investigação, os militares apuraram que o suspeito agredia física e psicologicamente a sua ex-companheira e ameaçava-a de morte, chegando mesmo a efetuar disparos com uma arma de fogo, referiu.

“Estas ameaças passaram a ser mais recorrentes depois da relação ter terminado, sendo extensíveis também ao filho da vítima, sempre que este vinha em socorro da mãe”, sublinha.

Segundo a GNR, o homem já tem antecedentes criminais pela prática de crimes contra a integridade física e contra o património.

No decorrer de buscas à casa do suspeito, a GNR apreendeu uma arma de ar comprimido, uma pistola de alarme, sete munições de salva, 98 chumbos, tendo ainda recuperado material que havia sido furtado em diversos armazéns e material relacionado com o crime de furto.