Nasceram três crias de leopardo no Jardim Zoológico de Lisboa (Com vídeo)

Nasceram três crias de Leopardo-da-pérsia (Panthera pardus saxicolor) no Jardim Zoológico de Lisboa, no passado dia 23, uma espécie que está classificada como “em perigo” pela IUCN (União Internacional para Conservação da Natureza), noticia o SOL.

Um vídeo partilhado pela instituição ilustra a última fase de gestação da fêmea Elin bem como o desenvolvimento das crias. Segundo José Dias Ferreira, coordenador do programa europeu de reprodução desta subespécie de leopardo, “as crias estão saudáveis e já é possível observá-las a explorar a instalação exterior com Elin, uma excelente progenitora, muito protetora”, adianta a mesma fonte.

Numa parceria com a Mirpuri Foundation, o Jardim Zoológico de Lisboa desafiou os visitantes a participarem na votação de atribuição de nome a uma das crias. Em homenagem ao território de onde a espécie é originária, o Cáucaso, os nomes que se encontram em votação são Zangezur e Talish, nomes que representam cadeias montanhosas na região do Cáucaso com extrema importância para a sobrevivência da espécie, e Noah, um “leopardo homónimo que entre 2004 e 2009 desempenhou um papel fundamental na consciencialização das populações e dos organismos ligados à proteção da vida selvagem naquela região”, explica o documento.

Para as restantes crias, os nomes foram selecionados pelo Jardim Zoológico e pela Mirpuri Foundation que escolheram Kiamaky, uma montanha da região onde em 2014 houve um dos primeiros registos de reprodução de leopardos; e Amirhossein-Khaleghi, um conservacionista Iraniano que dedica a sua vida à conservação da espécie.