Presidente do PSD/Açores constituído arguido na sequência de buscas

Alexandre Gaudêncio, presidente do PSD Açores, autarca da Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, foi constituído arguido, hoje, no âmbito de uma investigação da PJ.

Segundo o DN, a Judiciária está a realizar buscas no município, incluindo no gabinete de Gaudêncio.

Em causa estão suspeitas de crimes cometidos no exercício das funções de autarca, como peculato de uso, prevaricação, falsificação de documentos e abuso de poder - categorias criminais conexas à corrupção, de acordo com o Código Penal.

Na origem da investigação está um contrato com um cantor, a preços muito acima do normal - situação denunciada pelo PS local.

É o segundo dirigente do PSD a ser constituído arguido, nas últimas semanas, em processos de corrupção, depois de Álvaro Amaro, na operação "Rota Final".