Suspeito de roubos com violência apontou caçadeira à GNR e foi baleado

Os agentes da GNR tentavam deter um homem de 43 anos, suspeito de roubos com violência, em Palmela, quando este apontou uma caçadeira aos agentes.

De acordo com um comunicado da GNR, no momento em que os guardas se preparavam para entrar numa das residências, dando cumprimento a um mandado de busca, "um homem de 43 anos, que estava no seu interior empunhando uma caçadeira de canos serrados, apontou-a, a partir da janela, na direção da equipa de intervenção tática do GIOE, o que obrigou os militares a efetuar um disparo, visando repelir uma agressão atual ilícita que sobre eles pendia, por haver perigo iminente de morte ou ofensa grave à integridade física, disparo que veio a atingir o suspeito num braço".

A Força do Grupo de Intervenção de Operações Especiais (GIOE) da GNR de Setúbal desencadeou, esta manhã, uma operação policial no concelho de Palmela, no âmbito de uma investigação pela prática de crimes de roubo com violência.

Os militares da GNR prestaram os primeiros socorros ao ferido, logrando a sua estabilização até à chegada dos meios de socorro. "Até à chegada dos meios do INEM, o indivíduo manteve-se sempre consciente, sendo os seus sinais vitais permanentemente avaliados pelos militares da GNR", assegura o comunicado.