Detido por violência doméstica fica com pulseira eletrónica em Braga

Lusa

Um homem de 43 anos ficou com pulseira eletrónica por ordem do tribunal após ter sido detido pela GNR de Braga por “violência doméstica” sobre a mulher e a filha menor, revelou hoje aquela força policial.

“O homem foi detido no âmbito do cumprimento de um mandado de detenção por violência doméstica, em que o suspeito agredia fisicamente a sua esposa e filha menor”, descreve a GNR de Braga em comunicado.

O detido foi depois presente a um primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Braga, onde lhe foram aplicadas várias medidas de coação, nomeadamente a “aplicação de vigilância eletrónica” e a obrigação de apresentações semanais no posto policial da área de residência.

De acordo com a GNR, o homem ficou ainda proibido “de entrar e permanecer na residência da vítima, assim como, a proibição de contactar com as mesmas por qualquer meio”.

A GNR de Braga esclarece que o suspeito foi detido através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vitimas Especificas, na sexta-feira, naquele concelho.