Arquivos das empresas do Estado vão ser tratados e disponiblizados ao público

Lusa

A Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) quer tratar e tornar acessível à sociedade os arquivos do setor empresarial do Estado (SEE), tendo já dado início a um projeto de salvaguarda do património arquivístico.

Este projeto tem como objetivos identificar a situação atual do património arquivístico do SEE e proceder à definição de uma estratégia para a sua salvaguarda e valorização, disse à Lusa Pedro Penteado, diretor dos serviços de arquivística e normalização da DGLAB.

Os arquivos são um “importante fundamento da memória coletiva e parcela insubstituível do património cultural que importa preservar, tratar e divulgar para disponibilizar aos investigadores e à comunidade em geral”, afirmou o responsável.

Pedro Penteado adiantou ainda que, com esta iniciativa, a DGLAB pretende sensibilizar os responsáveis máximos das empresas para a importância dos arquivos que têm à sua guarda, como testemunhos do exercício de funções públicas.

Para tal, lançou, no dia 13 de abril, um questionário ‘online’ sobre o tema, dirigido a todas as entidades do SEE, com exceção das empresas sediadas no estrangeiro e organismos internacionais.

O questionário em causa abrange também as empresas em liquidação, especificou o responsável.

Através deste questionário, que decorre até dia 30 de maio, a DGLAB vai caracterizar aspetos relevantes do ciclo de vida das empresas inquiridas e identificar os arquivos das empresas que foram nacionalizadas entre 1974 e 1976 que possam estar à guarda do atual SEE.

Outro dos objetivos do inquérito é identificar os arquivos de outras entidades que se possam encontrar sob a responsabilidade das empresas inquiridas (arquivos de organismos públicos extintos, fundidos ou privatizados, ou arquivos de entidades privadas, por exemplo).

Segundo Pedro Penteado, pretende-se também conhecer o património arquivístico das entidades inquiridas, bem como a estratégia e as medidas de salvaguarda e de valorização do património arquivístico sob responsabilidade das empresas do SEE.

A partir dos dados recolhidos no questionário, a DGLAB vai definir uma estratégia de salvaguarda e valorização para os arquivos do SEE por forma a “acautelar, tratar e tornar acessível à sociedade, no atual enquadramento legal, o património arquivístico das referidas empresas”, disse o responsável.