DGS confirma dois casos de sarampo na região norte e outros em investigação

Lusa

A Direção-Geral da Saúde anunciou hoje que foram notificados na região norte dois casos de sarampo confirmados, existindo outros doentes com sinais e sintomas, mas que ainda estão em investigação, sendo aguardados os resultados laboratoriais.

“Foram notificados na região norte dois casos de sarampo, aparentemente não relacionados, confirmados laboratorialmente em adultos não vacinados”, refere a Direção-Geral da Saúde, em comunicado enviado à agência Lusa.

O primeiro caso é um homem, de 27 anos, que teve o início dos sintomas em 26 de fevereiro e diagnóstico clínico em 02 de março.

“Está clinicamente curado, com ligação epidemiológica a França, país onde há registo de circulação do vírus do sarampo”, salienta.

O segundo caso é um homem, de 43 anos, com início dos sintomas em 06 de março e diagnóstico clínico em 12 de março.

“Está internado e clinicamente estável. Está em curso a investigação para apurar a possível origem da infeção”, frisa.

A DGS acrescenta que, também na região norte, estão em investigação outros doentes com sinais e sintomas clínicos, de início súbito, incluindo exantema (erupção cutânea), dores musculares e cansaço, explicando que os resultados laboratoriais são confirmados no Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

“A Direção-Geral da Saúde e a rede de Autoridades de Saúde, em colaboração com o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge e com os profissionais de saúde, estão a acompanhar a evolução da situação de acordo com o previsto no Plano de Contingência”, salienta.

A DGS lembra que o sarampo é uma das doenças infecciosas mais contagiosas, podendo provocar doença grave, principalmente em indivíduos não vacinados, explicando que atualmente se verificam surtos de sarampo em alguns países europeus devido à existência de comunidades não vacinadas.