Abertas as candidaturas para o Prémio BIAL de Medicina Clínica 2018

Tânia R. Nascimento

A Fundação BIAL já abriu as candidaturas para o Prémio BIAL de Medicina Clínica 2018, que vão decorrer até 31 de agosto.

A este prémio, com um valor de 100 mil euros, podem candidatar-se autores de uma obra intelectual original, de índole médica, com tema livre e dirigida à prática clínica, que represente um trabalho com resultados de grande qualidade e relevância.

De acordo com uma nota enviada à imprensa, pelo menos um dos autores tem de ser médico nacional de um país de expressão oficial portuguesa.

Orientado para a prática clínica, este galardão visa promover a investigação realizada no contexto dos hospitais, das unidades e centros de saúde com um impacto direto na realidade diária destas instituições, dos seus profissionais e dos doentes.

O júri desta edição é presidido por Sobrinho Simões e integra professores das faculdades e escolas de medicina de Portugal.

Para além do valor de 100 mil euros, o Prémio BIAL de Medicina Clínica 2018 contempla também a publicação do trabalho vencedor, numa primeira edição exclusiva, para distribuição gratuita a profissionais de Saúde. O regulamento prevê ainda a possibilidade de atribuição de duas Menções Honrosas, no valor de 10 mil euros cada.

O regulamento e o formulário de candidatura estão disponíveis em www.fundacaobial.com.

A última edição do Prémio BIAL de Medicina Clínica distinguiu a obra "Pé Di@bético - soluções para um grande problema" da médica Maria de Jesus Dantas, do Centro Hospitalar Tâmega e Sousa (CHTS).

Este trabalho abarca 18 anos de prática clínica no CHTS e descreve um plano de tratamento desta patologia nas suas variadas vertentes, que pode ser replicado nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde.

Constituída em 1994 pelos Laboratórios BIAL e pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, a Fundação BIAL tem como missão o incentivo do estudo científico do ser humano saudável, tanto do ponto de vista físico como espiritual.

Entre as suas atividades destaca-se a atribuição de prémios no âmbito da investigação médica e científica, nomeadamente o Prémio BIAL de Medicina Clínica e o BIAL Award in Biomedicine, cuja primeira edição decorrerá em 2019.

A fundação promove igualmente um programa de Apoio Financeiro a Projetos de Investigação Científica orientado para o estudo neurofisiológico e mental do ser humano, nas áreas da psicofisiologia e da parapsicologia.

Neste âmbito, tem apoiado estudos de cientistas de algumas das mais conhecidas universidades a nível mundial, tendo patrocinado já um total de 610 projetos de cerca de 1.350 investigadores em vinte e cinco países.

Desde 1996, a Fundação BIAL organiza, de dois em dois anos, os Simpósios "Aquém e Além do Cérebro", reunindo os mais relevantes nomes na área das Neurociências e os investigadores apoiados pela Fundação.

Instituição sem fins lucrativos e de utilidade pública, conta com os altos patrocínios de sua Excelência o Presidente da República, do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas e da Ordem dos Médicos.