Passageira chocada com refeição vegetariana servida em voo da TAP

notícias ao minuto

Brasileira viajou com a TAP e partilhou refeição que lhe foi servida.

O pior café da manhã vegano da minha vida!!!!”, é assim que Caroline Silva Santos descreve o pequeno-almoço que lhe foi servido a bordo de um voo da TAP. A brasileira mostrou-se chocada com a comida apresentada e resolveu partilhar uma fotografia nas redes sociais, o que espoletou muita solidariedade por parte de outros vegetarianos.

Caroline recorda-se de vários “relatos de vegetarianos que tiveram problemas com a sua refeição ao viajar com a companhia aérea”, mas nunca imaginou que chegaria o seu dia.

“Antes de mais nada, quero deixar bem claro que foi selecionada a opção de refeição vegana no momento da compra da passagem, no mês de outubro e portanto DOIS MESES antes da viagem. Espera-se então que este período seja mais do que suficiente para os funcionários de uma empresa deste porte desenvolverem um cardápio (que na realidade já deveria existir) e que o passageiro possa viajar tranquilo, sem medo de passar fome ou risco de sentir-se mal, que foi o que me aconteceu na fila da imigração em Portugal”, conta.

“Uma vez que são oferecidas opções de alimentação para o cliente, espera-se que o prestador de serviços tenha consciência do que se trata. Qualquer profissional da área de nutrição que estudou para ter a oportunidade de trabalhar numa empresa como a TAP sabe que há opções mais atraentes! É claro que eu não esperava que minha bandeja viesse com requeijão, queijo e presunto veganos (sim, eles existem!!!), mas realmente não entendo qual é a dificuldade em oferecer pão e biscoitos integrais, creme vegetal e geleia, por exemplo”, escreveu a brasileira.

Apesar disto, Caroline refere que voltará a viajar com a TAP na sua viagem de regresso, e sente “medo” do que lhe possa ser “servido por uma empresa de postura vergonhosa, que age com tamanho desrespeito e indiferença em relação ao bem estar de seus clientes, valendo-se de uma necessidade dele (no caso minha filosofia de vida) para priorizar contenção de gastos oferecendo uma minúscula porção de legumes como primeira refeição do dia”.