Jovens contribuíram com 4000 ideias para a política de Juventude em Portugal

Lusa

O questionário lançado aos jovens para conhecer a sua visão e ideias para a definição de políticas de juventude, para os próximos três anos, recebeu quatro mil propostas de todo o país, segundo informação divulgada no portal do Governo.

O questionário do Plano Nacional para a Juventude decorreu 'online', de 11 de agosto a 31 de outubro e era dirigido as jovens entre os 15 e os 30 anos.

No questionário os jovens foram chamados a responder sobre o que consideram ser mais importante para a vida das pessoas, tendo como opções de escolha, e com pontuação de 1 a 5, temas como a educação e formação, o emprego, a saúde e bem-estar, habitação, direitos humanos, criatividade e cultura, ambiente e mobilidade.

De todas as áreas, os jovens teriam também de escolher três que classificassem como mais importantes.

No final do ano, serão apresentados os resultados desta auscultação, identificando as áreas estratégicas em que o país deverá investir, particularmente nos próximos três anos.

A partir destes contributos, segundo a nota oficial, o Governo pretende adequar a sua estratégia para a juventude, criando ou melhorando serviços, programas, projetos e iniciativas, estando previsto o desenvolvimento dos planos de ação setoriais durante o primeiro semestre de 2018.

O Plano Nacional para a Juventude é um instrumento político de coordenação intersectorial da política de juventude em Portugal, tendo em vista o reforço da proteção especial dos seus direitos.