Proteção Civil dos Açores recomenda medidas de autoproteção devido a tempestade

Lusa

A Proteção Civil dos Açores aconselhou a população a tomar “medidas de autoproteção” devido à aproximação da tempestade ‘Gaston’ e ao previsto agravamento do estado do tempo, especialmente no Grupo Central, a partir da noite de hoje.

Em comunicado, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) recomenda que só se circule "em caso de necessidade”, a “abrigar os animais”, ao afastamento “de áreas baixas junto da orla marítima” e a “não praticar atividades relacionadas com o mar”.

As embarcações devem ter as amarrações reforçadas ou ser mudadas para locais seguros.

Por outro lado, a Proteção Civil recomenda que sejam mantidos limpos os sistemas de drenagem, guardados “os objetos soltos do jardim e o caixote do lixo, ou outros que possam ser projetados pelo vento”, apelando também à consolidação de telhados, portas e janelas e a “fechar bem portas, janelas e persianas”.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu hoje um aviso vermelho para as ilhas do Faial, Pico, São Jorge, Graciosa e Terceira (Grupo Central dos Açores) devido à precipitação forte prevista para o local.

O aviso vigora das 21:00 locais (22:00 em Lisboa) de hoje até às 15:00 (16:00 em Lisboa) de sábado, sendo que o aviso vermelho significa uma "situação meteorológica de risco extremo".

Em causa está o centro da tempestade tropical ‘Gaston’, que pelas 09:00 de hoje se localizava “aproximadamente 174 quilómetros a norte/nordeste da ilha do Corvo”.

“O centro da tempestade deverá atravessar o arquipélago entre as ilhas dos Grupos Ocidental [Corvo e Flores] e Central provocando assim um aumento da intensidade do vento, com rajadas na ordem dos 90 quilómetros por hora no grupo Ocidental e na ordem dos 100 quilómetros por hora no grupo Central, e da agitação marítima”, indicou o IPMA, num ponto de situação feito pelas 12.00 sobre a tempestade ‘Gaston’.

O IPMA alerta que, “embora seja esperada precipitação por vezes forte em todo o arquipélago, prevê-se que, no grupo Central seja mais intensa e com maiores valores acumulados”.

“Espera-se que, entre a noite de sexta-feira a madrugada e manhã de sábado seja o momento em que o estado do tempo seja mais severo”, acrescenta.

As ilhas do Grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), ainda de acordo como o boletim de hoje do IPMA, foram colocadas sob aviso amarelo das 15:00 (16:00 em Lisboa) de hoje até às 12:00 (13:00 em Lisboa) de sábado, devido a precipitação forte que pode ser acompanhada de trovoada.