Proteção Civil nega aumento do número de mortes para 44

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) negou hoje que o número de mortos dos incêndios de domingo tenha aumentado para 44, mantendo o anterior balanço de 42 vítimas mortais, disse a adjunta do comando nacional Patrícia Gaspar.

A responsável adiantou que, através do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), foram contactados todos os hospitais onde estão internados feridos dos incêndios, não existindo registo de novas mortes.

Fonte da Câmara de Oliveira do Hospital (distrito de Coimbra) disse hoje que duas pessoas feridas com gravidade nos fogos no concelho morreram hoje de madrugada nos Hospitais de Coimbra, o que elevaria para 44 o número de mortes.

O balanço de 42 vítimas mortais foi feito ao final da tarde de quarta-feira pela ANPC.