INSA confirma 13 infeções pela variante Ómicron em Portugal. Casos foram detetados em jogadores do Belenenses SAD

Edna Baptista

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) confirmou, hoje, 13 casos de infeções da nova variante Ómicron em Portugal.

Todos os casos foram detetados em jogadores do Belenenses SAD.

A informação foi avançada pelo INSA esta segunda-feira em comunicado, no qual mais comunica que "analisou ainda amostras provenientes de 218 passageiros de um voo com origem em Maputo que aterrou, dia 27 de novembro, no aeroporto de Lisboa".

Destas análises, continua, verificou-se que nenhum dos casos detetados diz respeito aos casos da variante já identificados.

"Os ensaios preliminares sugerem, fortemente, que todos os 13 casos associados aos jogadores da Belenenses SAD estejam relacionados com a variante de preocupação Ómicron", aponta, informando ainda que as autoridades de saúde impuseram o isolamento profilático a todos os contactos dos casos confirmados "independentemente do estado vacinal e do nível de exposição".

Por sua vezes, estes contactos irão ser testados "o mais precocemente possível, ao 5.º e ao 10.º dia".

Quanto ao voo proveniente de Maputo, este instituto informa que dos dois casos positivos detetados, um está associado à variante Delta e o outro sem que se tenha conseguido uma correta identificação.

"O INSA iniciou, desde já, a sequenciação do genoma para confirmação final destes casos, no entanto, o valor preditivo dos ensaios já realizados é muito elevado", remata.