Costa admite governar com o país em duodécimos

Redação

"Até ao último minuto faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para viabilizar este orçamento", garante Costa, vincando que "não teremos um orçamento de Estado a qualquer preço".

"Quem sabe se temos que enfrentar um país a ser gerido em duodécimos". "Não sei, não o desejo", sublinhou o primeiro-ministro.