Mulher que se esqueceu da filha no carro em Lisboa indiciada por homicídio negligente

O Ministério Público abriu um inquérito para apurar em que circunstâncias aconteceu a morte da menina de dois anos que, na passada quinta-feira, ficou dentro do carro dos pais durante, pelo menos, seis horas, no centro de Lisboa. A menina terá sido deixada pela mãe que não se apercebeu que não tinha entregado a filha na creche. Segundo o Jornal de Notícias, a mulher está indiciada de um crime de homicídio negligente.

De acordo com o JN, a mãe da menina sofria de insónias há mais de um mês e andaria extremamente cansada, pelo que tudo indica que o abandono da criança se tratará de um ato involuntário.

Só mais tarde é que a mulher se terá apercebido que teria deixado a crianlça no carro, depois de o colégio ter informado que a menina não tinha ido naquele dia.

O pai terá pegado na menina e partido com a mulher num outro carro em direção ao hospital de Santa Maria onde a criança chegou já sem vida. Foram feitas manobras de reanimação durante mais de meia hora, mas o óbito acabou por ser declarado. O casal ficou em estado de choque e recebeu apoio psiquiátrico por parte da unidade hospitalar.