Ginecologista julgado após violar doente durante consultas em Lisboa

Um ginecologista, que exerce em Lisboa, foi acusado pelo Ministério Público (MP) pelo crime de violação. Segundo adianta hoje o Correio da Manhã, a prática acontecia durante as consultas a uma doente no período entre agosto de 2016 e abril de 2017.

“Introduzia os dedos nos órgãos genitais da vítima, alegando que se tratava de um exame necessário”, refere a acusação. “Sabia estar a forçar a vítima à prática de atos sexuais proibidos por lei, bem sabendo que esta não os consentia”, relata o Ministério Público, acrescentando que “o arguido agiu para satisfazer os seus instintos libidinosos, sabendo que afetava a integridade psicológica da vítima”.

O MP solicita a proibição do exercício de funções do clínico num período entre dois a cinco anos.