MADEIRA Meteorologia

TAP: IL alerta para "manobra de diversão" com investigação à fuga de informações

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
28 Abril 2023
17:48

O presidente da IL alertou hoje para a possibilidade de a investigação à divulgação de informações confidenciais sobre o processo da TAP ser usada como uma "manobra de diversão" para desviar as atenções daquilo que é essencial no processo.

Em declarações aos jornalistas, durante uma visita à Ovibeja, Rui Rocha considerou que o PS "não está só à procura de encontrar responsáveis por essas fugas", mas sim a "tentar desviar as atenções" de toda a polémica que tem envolvido a demissão por justa causa da anterior presidente executiva da TAP.

"Independentemente de como surgiram, estas informações são hoje do domínio público e, portanto, o PS, o Governo e o próprio presidente da Assembleia da República não podem querer envolver-se nisto com o objetivo de paralisar o conhecimento e a descoberta daquilo que realmente aconteceu", insistiu.

"Se é meramente para investigar, muito bem, de acordo, investigue-se o que houver a investigar. Mas não se esqueça a informação que temos hoje em dia e que não se encontrem manobras de diversão, uma vez mais, para desviar o olhar dos portugueses da gravidade de tudo aquilo que está a ser conhecido", afirmou Rui Rocha.

Na quinta-feira, o presidente da comissão de inquérito à TAP classificara a divulgação de informações confidenciais em órgãos de comunicação social como um "ataque ao coração da democracia", referindo-se à divulgação de mensagens de Whatsapp e de correio eletrónico, que envolvem o Governo, por alguns órgãos de comunicação social.

A comissão de inquérito à TAP pediu ao presidente da Assembleia da República que seja feita uma "investigação sumária sobre o cumprimento das regras legais" depois da divulgação de informações confidenciais em órgãos de comunicação social.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com o investimento de 14 milhões de euros num navio de investigação?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas