MADEIRA Meteorologia

França expulsou mais de 600 suspeitos de radicalização desde 2018

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
05 Setembro 2021
15:15

França expulsou desde 2018 mais de 600 estrangeiros que viviam no país em situação irregular e eram suspeitos de radicalização, revelou hoje o Governo francês.

"Seiscentas pessoas estrangeiras referenciadas por radicalização foram expulsas", disse a ministra-adjunta para a Cidadania Marlène Schiappa, numa entrevista a meios de comunicação social (Europe 1 e Les Echos).

O Ministério do Interior precisou, entretanto, segundo a agência de notícias AFP, que, desde 2018, 636 pessoas em situação irregular no país que estavam referenciadas na base de dados para a prevenção da radicalização com caráter terrorista, conhecida em França como FSPRT, já não estão, atualmente, em território francês, tendo na sua a maioria sido expulsas.

Em novembro de 2020, o ministro da Administração Interna Gérald Darmanin tinha afirmado que "mais de 450" estrangeiros em situação irregular em França e que constavam daquela base de dados tinham sido expulsos desde o início do mandato do Presidente do país, Emmanuel Macron, ou seja, desde maio de 2017.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
5/07/2024 08:00

A amizade, essa aliança sagrada que se tece entre almas, é um dos tesouros mais preciosos da existência humana. Ela transcende o simples compartilhar de...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar o Europeu?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas