No primeiro jogo após a interrupção devido à covid-19, entre Marítimo e Vitória de Setúbal, inserido na 25.ª jornada, o silêncio impera no Estádio do Marítimo, num estádio deserto, quer no interior, bem como nas imediações. 

Uma calmaria que reflete esta nova era no futebol, ligada à pandemia, que obriga ao distanciamento social e à ausência de público nos jogos de futebol. 

Profissionais da comunicação social e outros elementos necessários à realização do jogo de máscara, marcações nas instalações e fortes medidas de segurança marcam o regresso do Marítimo ao 'caldeirão', despido de adeptos.