A carreira de Albino Rodrigues, falecido hoje devido a doença prolongada, é repleta de grandes momentos. Histórias de âmbito regional numa fase inicial, quando na Madeira os craques nascidos por cá representavam os melhores conjuntos madeirenses. Passou depois para a esfera nacional e internacional, tendo inclusivamente sido árbitro assistente de um encontro entre o Limerick United e o poderoso Real Madrid de Camacho, Stielike, Santillana ou Juanito, disputado a 1 de outubro de 1980, relativo aos 16 avos de final da antiga Taça dos Campeões Europeus. Real Madrid que era, refira-se, o então campeão espanhol. Mesmo após o final da carreira, que ocorreu ao mais alto nível e apenas por limite de idade, continuou a ser presença assídua nos relvados, acedendo, de forma graciosa, a convites para dirigir encontros entre os principais emblemas regionais, associando-se também a despedidas de alguns dos mais célebres futebolistas da história do futebol madeirense. Albino Rodrigues foi eleito o árbitro do século da AFM.