Covid-19: Índia regista novo máximo diário de 28.701 casos e 500 mortos

Lusa

A Índia registou 28.701 novas infeções por covid-19 nas últimas 24 horas, um novo máximo diário, além de 500 mortes, de acordo com dados oficiais.

No total, já morreram 23.174 pessoas, tendo sido diagnosticados 878.254 casos desde o início da epidemia no país.

Nova Deli, Bombaim, Chennai, Bangalore e Pune estão entre as principais cidades indianas com aumento de infeções.

Vários estados indianos introduziram o recolher obrigatório ao fim de semana e anunciaram o confinamento de áreas de alto risco, para travar a propagação do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

A Índia é o terceiro país com mais casos do novo coronavírus, depois de Estados Unidos e Brasil.

O número de infeções na Índia disparou desde que o Governo aliviou as restrições e à medida que os testes aumentaram para mais de 200.000 amostras por dia, em comparação com apenas algumas centenas por dia em março.

Os peritos de saúde dizem que a verdadeira extensão da propagação do vírus na Índia é desconhecida e que o país, com quase 1,4 mil milhões de habitantes, deve realizar mais testes.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 566 mil mortos e infetou mais de 12,79 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias FRance-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.