Pelo menos 560 mil mortos e mais de 12,5 milhões de infetados no mundo

Lusa

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 560.425 pessoas e infetou mais de 12,5 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

De acordo com os dados recolhidos pela agência de notícias francesa até às 11:00 de Lisboa, mais de 12.522.050 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, no final do ano passado na cidade chinesa de Wuhan, dos quais pelo menos 6.688.300 foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

A AFP adverte que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, já que alguns países estão a testar apenas casos graves, outros usam o teste como uma prioridade para rastreamento e muitos países pobres têm apenas capacidade limitada de rastreamento.

Os Estados Unidos, que registaram a primeira morte ligada ao coronavírus no início de fevereiro, são o país mais afetado em termos de número de mortes (134.097) e casos (3.184.722). Pelo menos 983.185 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 70.398 mortes para 1.800.827 casos, Reino Unido com 44.650 mortes (288.133 casos), a Itália com 34.938 mortes (242.639 casos), e o México com 34.191 mortes (289.174 casos).