Covid-19: Novos casos na Alemanha voltam a superar os 500 num dia

Lusa

A Alemanha regista um crescimento dos novos casos de covid-19, 555 nas últimas 24 horas, para um total de 185.416, e o Governo decidiu baixar o custo dos testes que se deverá estender a assintomáticos.

De acordo com o Instituto Robert Koch (RKI), há agora 8.755 vítimas mortais, uma subida de 26 em relação ao dia anterior. O número de casos considerados curados chega aos 171.200, verificando-se um aumento de 400.

A taxa de contágio é agora inferior à marca crítica de 1,0. O fator “R” está agora em 0,86.

A partir do próximo mês, os laboratórios vão receber menos dinheiro do Estado por cada teste realizado. O governo alemão pretende, segundo o ministro da Saúde Jens Spahn já revelou anteriormente, alargar os testes à população que não apresenta sintomas. O preço passa de 59 para 39,40 euros quando o teste é solicitado por médico.

A crise provocada pela pandemia de covid-19 fez com que cerca de 70 mil bares e restaurantes na Alemanha estejam perto de abrir falência, ou seja, um em cada três.

Em declarações ao jornal “Rheinische Post”, Guido Zöllick, presidente da Federação de Hotéis e Restaurantes da Alemanha, sublinhou que, “mesmo depois da reabertura da restauração, o setor continua a lutar pela sobrevivência”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 412 mil mortos e infetou quase 7,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.497 pessoas das 35.600 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano passou a ser o que tem mais casos confirmados, embora com menos mortes.