Covid-19: Estados Unidos ultrapassaram as 100 mil mortes

Lusa

Os Estados Unidos da América (EUA) ultrapassaram hoje as 100 mil mortes associadas ao novo coronavírus, número de óbitos que é significativamente superior ao de qualquer outro país, anunciou a Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, Maryland.

De acordo com esta instituição do ensino superior, citada pela agência France-Presse, o país regista também quase 1,7 milhões de pessoas contagiadas pela pandemia da doença provocada pelo SARS-CoV-2.

Cerca de 385 mil pessoas já são consideradas curadas, segundo a contagem feita pela Universidade Johns Hopkins.

Contudo, os investigadores desta instituição consideram que o número verdadeiro de infeções é significativamente maior.

O primeiro caso de infeção em território norte-americano foi anunciado no final de fevereiro.

Os especialistas desta universidade referem, no entanto, que, comparando com os quase 330 milhões de habitantes, o balanço de óbitos por milhão de habitantes nos Estados Unidos é inferior ao de vários países da Europa.

EUA e a Europa contabilizam três quartos dos cerca de 350 mil mortos registados devido à pandemia de covid-19.

A nível global já foram contagiadas mais de 5,6 milhões de pessoas. Cerca de 2,2 milhões de doentes são considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus, que foi detetado no final de dezembro em Wuhan, na China.