Médico pediatra infetou 900 crianças com SIDA

São quase mil as crianças infetadas pelo vírus HIV na região de Ratodero, no Paquistão. Segundo as autoridades policiais, o pediatra Ghanghro é o responsável por todos estes casos, ao ter reutilizado seringas infetadas a centenas de menores de 12 anos, de acordo com o Impala.

Na região, era um dos médicos mais solicitados, por praticar preços abaixo da tabela.

O especialista foi agora detido, encontra-se em prisão preventiva e enfrenta acusações de homicídio involuntário na forma tentada e negligência grave.

Gulbahar Shaikh, de 44 anos, o jornalista que fez a cobertura do caso desde as primeiras suspeitas, optou por pedir análises aos filhos, todos eles pacientes do médico detido. Os receios confirmaram-se. A filha mais nova do jornalista, de cinco anos, também contraiu o vírus.

"Foi devastador. A pior notícia que recebi na minha vida", afirmou o jornalista. O pediatra defendeu-se afirmando não ter sido o único responsável pelo caso, pois "muitos dentistas também fazem o mesmo e não trocam as seringas".

Imran Akbar Arbani, médico local, também saiu em defesa do colega de profissão. "Se curandeiros, barbeiros e dentistas também forem fiscalizados, poderemos acabar com este flagelo, que aumenta de dia para dia e não apenas na população menor".

Ghanghro encontra-se detido e com vigilância máxima, pois muitos reclusos querem fazer justiça pelas próprias mãos. Na cadeia onde se encontra, alguns dos presos são pais de crianças infetadas.