Relacionamento com colega leva presidente da McDonald's a demitir-se

O presidente e diretor executivo da McDonald’s, Steve Easterbrook, abandonou o cargo por se ter envolvido com uma pessoa da empresa, infringindo a política de conduta da cadeia norte-americana de restauração, de acordo com o Impala.

Em comunicado, a McDonald’s revela que Easterbrook demonstrou «um fraco discernimento» ao envolver-se com alguém que trabalha na empresa, à revelia das normas internas, sendo substituído no cargo por Chris Kempczinski.

Numa mensagem interna enviada aos trabalhadores, Steve Easterbrook, que estava no cargo desde 2015, admitiu o relacionamento. «Envolvi-me recentemente numa relação consensual com uma pessoa que trabalha na empresa, o que viola as regras da McDonald’s. Isto foi um erro. Devido aos valores da empresa, concordei com o Conselho de Administração que é altura de seguir em frente. Além disso, espero que possam respeitar o meu desejo de manter a privacidade.»

O conselho de administração decidiu a saída de Easterbrook na sexta-feira, mas será oficializada judicialmente esta segunda-feira. O sucessor, Chris Kempczinski, era presidente da cadeia norte-americana nos Estados Unidos, ascendendo agora à McDonald’s Corporation.

A McDonald’s é a maior cadeia de restaurantes do Mundo, com mais de 38 mil lojas em mais de 100 países.