Catalunha: Um morto e dois desaparecidos devido a tempestade

Um homem morreu e duas pessoas estão desaparecidas, na Catalunha, devido à tempestade que está a afetar o nordeste peninsular, avança o Notícias ao Minuto.

Hoje de manhã os bombeiros procuravam três desaparecidos, mas o El Periódico avança que foi encontrado o cadáver de um homem de 70 anos que foi arrastado pelas águas do riacho Arenys de Munt, em Barcelona, enquanto conduzia o seu carro.

Os desaparecidos são uma mãe e o filho, de 40 anos, que vivem no município de Vilaverd, na província de Tarragona. Na sequência da subida do nível das águas do rio Francolí e dos seus afluentes, o bangalô onde residem foi arrastado.

A província de Tarragona, refira-se, foi uma das áreas mais afetadas nesta segunda-feira pelas chuvas torrenciais, o que levou inclusive a Agência Meteorológica do Estado a ativar o alerta vermelho.

A tempestade fez-se sentir sobretudo durante a tarde e a noite de ontem e os danos provocados, nomeadamente inundações e destruição, fizeram com que 20 mil pessoas ficassem sem eletricidade.

A imprensa espanhola destaca também que os bombeiros da cidade de Tarragona receberam inúmeros pedidos de ajuda, tendo inclusive procedido à retirada de 50 crianças que estavam hospedadas numa casa de colónia de férias no município. Os menores foram colocados provisoriamente no pavilhão desportivo municipal.

Os operacionais tiveram ainda de auxiliar os ocupantes de dois veículos que ficaram presos pelo caudal do rio que cruza o município de Tarragona. A força das águas era de tal forma intensa que foi arrastada uma ponte pedestre que atravessava o rio.

Para além de Tarragona, a tempestade também causou sérios danos em regiões do interior como Priorat e Conca de Barberà. O rio Francolí transbordou e afetou um edifício inteiro em Montblanc. Algumas áreas do sul de Lleida também sofreram danos pela intensidade das chuvas que continuarão a fazer-se sentir esta quarta-feira e que se prevê que se venham a estender às regiões de Barcelona e de Girona.