Funcionário emocionado no último voo da Thomas Cook aplaudido pelos passageiros (Vídeo)

A agência de viagens britânica Thomas Cook, vítima dos competitivos preços praticados online, declarou falência esta segunda-feira, uma decisão que deixará sem emprego cerca de 22 mil funcionários, de acordo com a BBC, citada pelo Notícias ao Minuto.

Num dos voos de repatriamento que estão agora a ter lugar, um dos tripulantes fez uma emocionado discurso, naquele que será o seu último voo.

"Antes de mais, pedimos desculpa pelo atraso na saída do avião. Como alguns de vocês devem saber, quem ligou os telefones esta manhã...", começou por dizer o funcionário, conforme se ouve no intercomunicador, antes de ficar com a voz trémula e interromper o discurso por não conseguir conter a emoção.

Nesta altura, os passageiros começam a bater palmas e a gritar palavras de apoio. O funcionário prossegue, depois, agradecendo "a todos a bordo" por terem regressado ao Reino Unido "de forma tão profissional".

"Temos muitos amigos e colegas por todo o setor, tenho a certeza que vão entender... só queria agradecer, aos clientes, por terem estado connosco durante tantos anos, aqueles que viajaram connosco pela primeira vez. Esperamos mesmo que tenham gostado de voar com a Thomas Cook. Foram as últimas pessoas a entrar nesta avião, portanto, por favor, façam uma viagem segura até casa", terminou. Os passageiros aplaudiram.

A Thomas Cook, recorde-se, é uma operadora turística com 178 anos de existência. A declaração de falência, para além do elevado número de despedimentos, obrigou a um repatriamento de cerca de 600.000 turistas em todo o mundo, incluindo 150.000 para o Reino Unido.

Esta operação já começou e vai prolongar-se até ao dia 6 de outubro. Existem 51 destinos afetados em cerca de 16 países onde o grupo operava.

Assista ao momento.