Mulher trabalhava no World Trade Center e foi despedida no dia 10 de setembro

Como diz o ditado popular, há males que vêm por bem. Que o diga a norte-americana Monica O'Leary, que trabalhava numa das torres do World Trade Center e foi despedida a 10 de setembro de 2001 por volta das 14h00. "Estava chateada e a chorar", revela a mulher, citada pelo Correio da Manhã.

O'Leary conta que foi aos Recursos Humanos da empresa e que ainda lhe disseram que podia voltar ao lugar dela por mais uns dias. Escolheu ir para casa.
No dia a seguir, Monica estava no apartamento do vizinho quando o primeiro avião embateu numa das Torres Gémeas.

"Eles não tiveram tempo suficiente para sair! Eles não tiveram tempo suficiente para sair", recorda a mulher que se lembra de cair de joelhos e começar a gritar.

Todas as pessoas dos recursos humanos da empresa onde Monica trabalhava morreram. Ela nunca conseguiu recuperar a folha dos pagamentos que lhe deviam, de acordo com a mesma fonte.