Detido português que integra rede que roubava iates de luxo nas Baleares

Entre os oito detidos pela Guardia Civil, todos suspeitos de pertencerem a uma rede criminosa que se dedicava ao roubo de iates de luxo no arquipélago das Baleares, em Espanha, está um cidadão português.

De acordo com o JN, um barco no valor de 3,5 milhões de euros roubado em Palma de Maiorca foi agora recuperado em águas turcas.

O grupo já tinha mudado o nome, a matrícula e a bandeira da embarcação e também retirado os equipamentos eletrónicos de localização, acrescenta a mesma publicação. Contudo, graças à colaboração com a Europol e Interpol, as autoridades espanholas conseguiram detetar o iate "Funny" primeiro em águas gregas, no porto de Corinto, e depois em águas turcas, perto de Guluk, local onde foi intercetado e apreendido.

A bordo do iate, refere ainda o JN, encontravam-se três cidadãos turcos e um russo, todos com documentos falsos, que foram detidos. O barco foi levado de volta para Palma de Maiorca e, após uma inspeção mais cuidada, as autoridades verificaram que já tinham desaparecido equipamentos eletrónicos no valor de 20 mil euros.