Mais de 600 detidos em Joanesburgo

José Luís da Silva – Correspondente em Joanesburgo (África do Sul)

Ação desencadeada pela polícia sul-africana resultou ainda na apreesnsão de artigos contrafeitos e de importação ilegal.

Na Cidade de Joanesburgo, mais de 600 nacionais e estrangeiros foram detidos pela polícia sul africana (SAPS) para verificação de registos criminais e condições de residência no país, o que acontece dias após os confrontos e ataques envolvendo a polícia no centro de Jonesburgo, como JM oportunamente noticiou.

A polícia sul africana, levou a cabo mais uma ação no CBD de Joanesburgo, tendo como objetivo a apreensão de artigos contrafeitos e importados ilegalmente. A operação saldou-se pela confiscação de artigos contrafeitos e importados ilegalmente, assim como a apreensão de 16 armas de fogo de diferentes marcas e calibres e ainda uma quantidade de munições.

Este é o resultado da Operação “ OkaeMolao “ a que muitos residentes e comerciantes aplaudiram e que dizem ser o principio da “recuperação“ da cidade e solicitam a David Makura, governador da Província de Gauteng e a Herman Mashaba, presidente da Câmara Municipal de Joanesburgo que façam os possíveis para que a cidade volte a ser a “Nova Iorque de África”.