Babysitter mata bebé de sete meses com dose excessiva de anti-histamínico

Uma babysitter de 40 anos que criou um infantário ilegal, no Havai, foi acusada do crime de homicídio por ter matado uma bebé de sete meses a quem administrou uma dose excessiva de anti-histamínico, também usado como sonífero.

A bébé Abigail Lobisch, relata o Semanário Sol, tinha 400 nanogramas de Benadryl no sangue, quando a dose encontrada noutras crianças que morreram devido à mesma intoxicação foi de 1400 nanogramas por mililitro.

Segundo a mesma fonte, a família da bebé iniciou uma angariação de fundos para lidar com os custos em matéria de Justiça.

Já a fiança da suposta criminosa situa-se no valor de 1 milhão de dólares, o equivalente a 897 mil euros e está sob custódia das autoridades do Havai.