EUA: Casal divorcia-se e deixa cão morrer à fome

Um casal norte-americano, acusado de negligência e crueldade contra animais, será julgado por ter deixado um cão sem alimentação nem água, após o processo de divórcio.

Amanda Setser saiu da caravana onde vivia e assim o fez também o ex-marido, Michael. O cão permaneceu no local.

Amanda terá chegado a voltar a casa alguns dias depois e reparado que o animal não estava bem. No entanto, nada fez pelo seu bem-estar. O marido terá ainda ligado a pedir-lhe para cuidador dos animais, cão e gatos, ao que ela se recusou por não ter, alegadamente, como fazê-lo, relata o jornal IndyStar.

Dez dias depois, a 17 de janeiro de 2019, o animal foi encontrado morto.

A necropsia revelou que Chuck morreu por falta de comida e água. Caso o casal seja condenado, enfrenta uma pena máxima de um ano e uma multa de cinco mil dólares.

"Estes animais domesticados são indefesos e completamente dependentes dos seus donos para que cuidem deles. Crimes como este poderiam ser evitados se as pessoas mostrassem um pouco de compaixão e levassem os animais para um abrigo", disseram na acusação os magistrados.